Cartão de Visitas Meu Diário/Blog SHOW DE FOTOS Acompanhantes Top Relatos
Dúvidas leitor
Fotos Fetiche
Galeria Fotos
Fantasias
Relatos Inéditos
Relatos Quentes 1
Relatos Quentes 2
Relatos Apimentados
Modelitos Balada
Galeria Fotos 2
Página privada
Aventuras de Sabrina I
Aventuras de Sabrina II
Para descontrair
Ensaios Passados
Agenda Eventos
Livro de visitas
Caras e bocas
Fotos capa do site
Fotos Capas do Site 2
DSTs/Sexo Seguro
Slides Strip
DRIKKA NOELA
TOP MÚSICAS
CLIENTE VIP
Drikka Transex
Drikka Travesti
Novo Ensaio Pe
Meu Diário/Blog Arq 1
Meu Diário/Blog Arq 2
Meu Diário/Blog Arq 3
Universo Trans
Amiguinhos pauzudos
VOCÊ ESTÁ PROCURANDO POR ACOMPANHANTES EM CURITIBA?

Se quiser uma boneca, achou... Então saiba sobre o meu trabalho como BONECA ACOMPANHANTE EM CURITIBA e veja se eu me encaixo na sua procura!


''Se e quando quiser, me ligue nos fones 41 - 3232 - 5054 ou 9971-0844''... Atendo em privê central, seguro e discreto para homens e casais, com fácil estacionamento. Também atendo em motéis. Consultas com a especialista do prazer - Boneca Drikka - somente em Curitiba pois não estou disponível para viagens.
Horário: de segunda à sexta no horário entre 11 e 23 horas. Aos sábados e domingos abro exceções conforme contato pré- estabelecido. Para entrar em contato ligue nos fones acima - ou então escreva para: meu e-mail que está no rodapé... Evite ligações privativas e telefones públicos, salvo exceções combinadas.

Não respondo torpedos, nem uso msn
. Na dúvida a melhor maneira de contato, ainda é o e-mail!
Sou muito paciente com iniciantes, pois a transa só fluirá bem, caso a pessoa que esteja comigo, sinta-se à vontade, caso contrário será complicado. Minha experiência no assunto, me faz tirar isso de letra.  Quer saber mais sobre minha atuação basta você ler RELATOS QUENTES, TOP RELATOS e RELATOS 2010,  que terá uma boa idéia do que sou capaz."

Não esqueça de marcar com antecedência.
Clientes de carteirinha sempre terão preferência.
Quanto aos valores, estes deverão ser combinados via telefone, pois variarão conforme horário e local.


drikka_closeespecial























calcinhaespecial























Não basta ser uma boneca que faz isso ou aquilo, é preciso ter um diferencial. Cada uma sabe como fazer o seu. Se dará certo, só o tempo dirá! Por isso como Boneca Drikka já sou referência de bom atendimento e segurança em Curitiba, há mais de 10 anos. O retorno positivo disso me dá a certeza que estou no caminho certo!

Estou com fotos na internet desde 1998...
Desde 2003 uma boneca bloqueira...
E enfim em 2010 com o meu primeiro site e com domínio na internet!!!

Agora, deixe-me falar sobre meu jeito de ser e fazer...


Muitos de vocês acessam meu site ou blog e gostam de ler o que escrevo... Mas, mesmo
lendo-os continuam sem entender como funciona o programa comigo, principalmente para quem gostaria de experimentar como seria brincar com um travesti.Por telefone por mais que eu fale, vai ser difícil a pessoa visualizar exatamente o que acontece...Por isso eu digo sempre,
que quem se sente pronto para a aventura, deve vir e deixar rolar. Eu sou experiente, agradável, bonita, tenho um corpão, uma bundona de dar inveja a muita gente e um pau bem duro na medida que vai satisfazer quem gosta.... Não sou daquelas que guardam o número do seu telefone e caso você ligue e não venha, fica te ameaçando com coisas idiotas, que
infelizmente assustam a muitos... Isso eu sei porque conheci pessoas extremamente educadas e de boa índole, mas caíram nas garras de bonecas que são pessoas que aparentam uma coisa, mas internamente cativam personalidades malígnas. São pobres coitadas que pagam caro por isso, porém nunca aprendem. Estão de mal com a vida e transformam tudo numa coisa insuportável. Cegas, esses seres não percebem que são as maiores vítimas de seu jeito de não saber viver! Pois saiba que você é livre para sair com quem quiser, mas também não abuse, porque a vida vai cobrar de você também! Eu sei escrever e conversar não é? É difícil alguém copiar a minha essência,rs... Eu, a Boneca Drikka, atrevida e safadinha o suficiente para deixar o parceiro louquinho para ir mais a fundo....Caso contrário não teria tantos clientes de carteirinha... Então, leia e venha sem ficar questionando o que vai acontecer! Você decide e escolhe o que quer fazer...E olha que mesmo assim de vez em quando aparece alguem que treme tanto que acaba me contagiando, mas eu me mantenho firme... Outros tantos que já saíram comigo, depois da transa ficam com aquela sensação de quem fez algo errado, como se estivesse com um peso na consciência, nessa hora tenho que entrar com meu lado psicóloga... Eu digo, o peso do pecado é o mesmo em pensar ou praticar, se você não roubou, nem matou alguém, que mal há em por em prática uma fantasia que fica te atormentando ? Praticando voce vai saber se continua ou não... Quando se realiza uma fantasia, sem correr riscos, você só tem a ganhar, com certeza será bem mais feliz.Há tantas pessoas que se reprimem e ficam chatas e o pior de tudo, hipócritas, pois falam mal de algo que gostariam de experimentar e por sei lá que motivo, não o fazem... Bem, eu sou assim... E já mostrei muito nesse tempo todo que escrevo sobre minhas aventuras, meus relatos quentes e assim, você virá se quiser e mesmo vindo, não terá a obrigação de sair sempre comigo, pois sei que a maioria dos t-lovers são como eu e gosta de variar,rs... Mas, fuja das bonecas de alma doente, porque mesmo que você cruze com alguma contaminada, usando preservativo, você estará livre, mas como proteger-se daquelas que têm uma aura negativa? A transa não terá o sabor que sua fantasia merece. Que o seu discernimento te ajude a encontrar exatamente o que você procura e que essas palavras que você leu aqui não sejam apenas como o vento, mas sejam placas sinalizando a estrada da fantasia pelo reino das bonecas que tanto o atrai!

efeitos























Que tal saber um pouco da minha história como acompanhante?


ASSIM COMEÇOU A MINHA HISTÓRIA COMO BONECA DRIKKA...

Comecei a trabalhar como acompanhante no final de 1997, eu vinha de longas tardes de atendimento dentro de um cinema pornô. A partir de então, tive pela frente um grande desafio: deixar o lado banal, promíscuo e instantâneo de atender pessoas mais simples que mal tinham dinheiro para entrar no cinema e pagavam micharias por um 'boquete', para atender homens mais exigentes que gostariam de um serviço completo e, pagando bem por isso... De repente, Sabrina a putinha do cinema, abria espaço para vir à tona a Boneca Drikka...A princípio tive dificuldades para ficar excitada ao ser exigida como ativa, visto que não me era exigido no serviço anterior. Ai que dificuldade, quase voltei correndo para o cinema, onde os homens eram broncos, rústicos mas onde eu era totalmente passiva, com raras exceções onde faziam boquetes em mim e eu até ensaiava alguma coisa como ativa, mas sem pressão alguma... Foi complicado ficar de pau duro e muito mais atender aos que tinham um cu muito guloso. O jeito foi improvisar e apelar para meus 'joãozinhos', nome que dei aos brinquedos de borracha. Me enganei quando pensei que os homens que me procurariam por anúncio no jornal seriam só ativos, ledo engano, a grande maioria gostava mesmo é de um troca-troca. Então, pensando na vantagem financeira que já se desenhava, tive que me adaptar, começar do zero a fazer algo que até então eu não gostava. Eu tomava anticoncepcionais para ter peitinhos, visto que eu ainda não tinha próteses mamárias. Com as muitas gozadas diárias para agradar a clientela e tendo que parar de tomar hormônios para aumentar minha libido, meus peitinhos sumiram... Então consultei um cirurgião plástico e resolvi colocar próteses nos seios. A partir de agosto de 1998, eu me senti realmente travesti. Agora, só faltava eliminar os pelos do rosto, que com o passar do tempo e de muitas sessões de laser, consegui um bom êxito, já não tinha mais sombra de barba na cara e no pescoço, ficaram apenas alguns pelos loiros ou brancos, que o laser na época não eliminava, mas isso era o de menos. A partir daí, loira platinada, turbinada, com um corpitcho magrelo mas sexy, comecei a trabalhar seriamente como acompanhante, tratando de atender as fantasias dos meus clientes, que começavam a chegar em grande quantidade para minha surpresa. Ainda eu tinha muita dificuldade de ereção, mas com alguns clientes em que a afinidade era maior, isso já não incomodava mais e eu estava me tornando uma boa comedora de cuzinhos. Cuzinhos e mais cuzinhos, tudo bem, valia a pena, porque eu dava muito o meu também... De repente tive que encarar bocetinhas também, aí eu quase morri, mas também contornei, digamos que não me tornei uma 'expert' nesse assunto, mas consegui boas notas. Dia após dia, situações diferentes foram se tornando reais e eu tinha que dar conta. Homens que chegavam e queriam se 'transformar' na minha frente, ou melhor com a minha ajuda. Isso também foi complicado, ainda mais quando eles faziam 'caras' e 'bocas' de moçoilas e exigiam serem chamadas pelos nomes femininos que eles ou melhor elas, usavam nessas situações, como por exemplo: Helena, Julia, Amanda e por aí vai... Oh céus, será que eu aguentaria? Mas eu fazia, sem emoção ou tesão algum. Caso o cliente exigisse a penetração, era somente com brinquedinhos ou então que permitisse que eu chamasse 'meus amiguinhos pauzudos', que desde cedo eu sempre tive vários na minha lista de contatos para essas ocasiões. Aos poucos isso também foi sendo cortornado. Eu estava pegando o jeito. Mas, o que eu fazia de melhor desde que comecei, foi usar o meu lado de psicóloga e conversar sobre qualquer assunto com maestria com as pessoas que saiam comigo. Foi um grande ponto a meu favor. Eu era uma boneca com conteúdo, assim eles diziam, me diferenciando de muitas concorrentes contemporâneas. Nesse momento eu também já estava na internet, caprichava nos ensaios e nos meus modelitos que eram 'únicos' como as famosas orelhinhas de coelha e as roupinhas de colegial, apesar de já estar com mais de trinta, eu ainda ficava bem nesses modelitos de adolescentes, rs... Os anos 2000 e 2001, foram os piores da minha vida, as provações foram terríveis, mas sobrevivi e me tornei outra pessoa depois disso. Me tornei mais compenetrada, mais atenta, esperta e muito mais amorosa, vi que a vida seguia e eu era mais forte do que tudo ou do que todas as dificuldades e pessoas que gostariam de me destruir. Eu cresci como pessoa. Isso passei para meu serviço de acompanhante e me tornei ainda mais atuante. Então em 2002, eu fiz uma loucura, por sorte uma 'boa loucura', coloquei silicone industrial no bumbum. Como já disse, por sorte não apareceram complicações, tive meu corpo mudado a partir de então. Do meu peso de 62 kg, em dois meses eu já pesava 70... A magricelinha agora era um mulherão com uma bunda de 106 cm, cintura de 75, e peitos de 100. Virei um violão, rs... A clientela aumentou ainda mais... Eu estava no auge dos meus 35 anos, gostosa e amada por muitos homens, independente se eles eram ativos, passivos, cds ou qualquer outra coisa. Como não poderia deixar de ser, continuei sendo invejada, mas isso é bom... Não vislumbrei com o sucesso, continuei fazendo escola e impressionando muita gente. Em 2004, eu estava com um blog que era sucesso no Brasil inteiro, esse mesmo blog em um ano e meio chegou à marca de 1 milhão e quinhentos mil acessos. Com fotos bem safadinhas e relatos eróticos picantes, eu agradava homens, mulheres e até fãs gays. O blog acabou no início de 2006, quando eu passei a escrever outro, que também foi sucesso de audiência, chegando à marca de 800 mil acessos até julho de 2010, quando foi tirado do ar, não por mim, mas não importa o porquê! Pois a partir de agora estou com este site, começando uma nova história que trilha pelo caminho da credibilidade... Também tenho pessoas que saem comigo, desde que me lancei no mercado, são verdadeiros talismãs, rs... Assim se passaram anos e aprendi a gostar do que faço... Sinto-me feliz. A sexualidade é um mistério e acho muito interessante desvendar um pouco disso nas pessoas, inclusive em mim. Aprendi a lidar com as minhas e com as fantasias dos outros. Não sei quanto tempo ainda farei programas, afinal é preciso ter bom senso e saber a hora de parar... Mas, de um jeito ou de outro eu não vou abandonar completamente meus fãs. Esse é o meu desejo. Por isso, você que leu e está com vontade de transar pela primeira vez mas ainda está com medo, relaxe e não protele mais o seu encontro... Eu tenho muita experiência e capacidade pra deixá-lo à vontade e feliz com sua primeira vez. Outros que queiram passar alguns momentos de 'Daniele' como no relato 'quero ser Daniele'... Ou aqueles que querem apenas estar comigo e conversar sobre assuntos que eu domino bem, além de um carinhozinho que não faz mal a ninguém. Se vocês têm vontades, fiquem a vontade para pedirem e serem atendidos, respeitando minhas possibilidades, tá bom? Enquanto a Drikka estiver por aqui, gostosa, safada e com a corda toda, vocês estão com suas fantasias bem cuidadas... Obrigada pelo carinho.Sei que ainda é o da nova fase, mas é bom encarar mais um desafio. Assim como Boneca Drikka continuo meu trabalho, que por sorte é reconhecido por muita gente e isso é o que importa! São relatos eróticos, são curiosidades e dúvidas sobre sexo que fizeram com que as pessoas gostassem do meu trabalho. Recebo inúmeros e-mails me parabenizando pelas escritas. Fico muito feliz, isso sim é o fruto de um trabalho.  Então só posso dizer, obrigada a todos pelo carinho e espero continuar proporcionando prazer a todos, de uma forma ou de outra, pois como dizem, sou a especialista em prazer.  Texto atualizado por Boneca Drikka em 27 de julho de 2010.



























Foto na Praia do Pinho no carnaval de 2008


POSTS ESPECIAIS


10 ANOS DA BONECA DRIKKA

Que bom receber a visita de alguém que não via a hora de estar comigo... A pessoa chega dizendo que não acredita que está conhecendo a "famosa" Drikka, rs... É gostoso, mas ao mesmo tempo me pressiona, afinal eu preciso corresponder à altura, a fantasia que a pessoa tinha com a Drikka até então virtual. O que mais chama atenção dos que são meus leitores, clientes ou fãs é a minha safadeza, no sentido de ser "safadinha". Mas, aí também entra a questão de segurança física e emocional. Eu transmito segurança pela minha trajetória publicada até então transmitida no blog, afinal todos os exames que fiz, peguei os resultados e já postei no blog com aquela famosa frase do travesti do filme ''Carandiru'': - tô limpa...!Mas, estou limpa sim, ufa!!! Quando eu digo emocional entenda por não ser assaltado na carteira ou na paciência! Afinal, quando eu topei fazer programas eu quis unir o útil ao agradável. Me tornei uma profissional do sexo, que antes de tudo adora transar e é fascinada por tudo o quese relaciona com o mesmo... Até não cobraria se essa não fosse fonte de renda. Faz 10 anos que me tornei a " Boneca Drikka". Adotei esse nome em junho de 1997, mas me senti travesti mesmo quando coloquei as próteses de mama em junho de 1998. Foi nesse ano que também coloquei minhas primeiras fotos na internet. Mas, até essa data eu já tinha muita história, vocês podem acompanhar muitas lendo " as aventuras de Sabrina"... Virar travesti com 29 anos não é fácil, não é mesmo? Enfim virei e não me arrependo, comecei meio aos trancos e barrancos e fui me especializando, vivendo experiências boas e outras bem desagradáveis, mas nunca deixei de dar sempre o melhor de mim... Loira, morena, ruiva... aqui estou e hoje me sinto reconhecida pelo bom trabalho como acompanhante. Passaram por minhas mãos muitos homens, sei que a maioria gostou, afinal tenho alguns dos primórdios até hoje, esses sim são de carteirinha... É difícil lidar com pessoas, mas sempre tive uma boa psicologia para tratar do assunto, mas nada foi mais fácil do que a minha metodologia em assuntos sexuais. São 10 anos com o mesmo nome, mesmo endereço, mesmo tesão e mesmavontade... Somo hoje mais experiência e mais gostosura à credibilidade conquistada junto a vocês... Se vou um dia publicar Boneca Drikka - 20 anos de carreira, só Deus sabe... Estou mais madura e consciente, não sou uma ninfeta, mas valho por duas de 19, tá meu bem? Desculpe a pouca modéstia, rs... Vou aproveitar com vocês tudo o que ainda possa, poistempo e sensatez quando aliados dão o bom tom da vida... Obrigada pelo seu carinho, espero poder contar sempre com ele, não importa a forma pela qual ele me seja útil. Eu gosto do que faço, isso me faz feliz e se estou feliz eu passo isso pra vocês. ......
Postei este texto no meu blog por ocasião dos dez anos da Boneca Drikka.
Este é o primeiro texto que publico no meu site ( hoje dia 15 de julho de 2010 ainda em construção), agora comemorando 12 anos. Pra constar aqui, este site entrou no ar no dia 20 de julho de 2010 às 17 horas.

Boneca Drikka


ENTREVISTAS COM A BONECA DRIKKA

ENTREVISTA 1 CONCEDIDA A FÃ ANÔNIMO DE BRASÍLIA:

1) VOCÊ GOZA QUANDO ESTÁ FAZENDO PROGRAMA PAGO?
R: Em muitos programas o fundamental para o tesão do parceiro é me ver
gozar. Mas não é em todo o programa que eu gozo, afinal não sou de
ferro, não é mesmo?


2) VOCÊ GOZA SEM SE MASTURBAR QUANDO ESTÁ TRANSANDO COM ALGUÉM ESPECIAL?

R: Eu só gozo sem me masturbar se estiver pelo menos há cinco dias ou
mais sem gozar, aí não precisa ser nem especial, a transa em si me faz
explodir rapidinho...


3) VOCÊ GOSTA DE SER MAIS ATIVA OU MAIS PASSIVA E SEUS CLIENTES O QUE SÃO?

R: Eu gosto de ser mais passiva... Mas a maioria dos clientes hoje em
dia gostam do troca-troca, digamos que sejam 70%... Para completar a
estatística: só passivos uns 20% e somente ativos 10% ...

4) VOCÊ SE APAIXONARIA POR UM HOMEM CASADO?

R: Eu bem que gostaria, mas não sou de me apaixonar... Espero um dia
reaprender a sofrer com essas paixões que eu só tive na minha
adolescência...


5) QUAL O TIPO DE HOMEM QUE VOCÊ GOSTA?

R: Eu gosto daquele que quando chega me dá um friozinho na barriga.
Independente de tipo físico, cor ou idade, só sei que aquele naquele
momento não faz pensar em mais nada...

6) VOCÊ TEM PREFERÊNCIA POR HOMENS BEM-DOTADOS?

R: Eu adoro chupar um pau grande, é bonito de se ver, mas eu prefiro
dar para pau médio. Não tenho muita elasticidade e paus grandes
geralmente me machucam!


7) DIZEM QUE TODO O HOMEM QUE TRANSA COM TRAVESTI É GAY, VOCÊ ACREDITA NISSO?

R: Não acho que sejam gays, mas sim bissexuais. A maioria dos homens
que transam comigo, não gostariam de transar com outro homem... A
travesti mexe muito com a fantasia dos homens, o fato de ser feminina e
ter um pênis aguça a curiosidade. Pra ficar claro: gay não curte
transar com travesti.


8) VOCÊ ACHA QUE AS PESSOAS HOMOSSEXUAIS TEM DESEJOS SEXUAIS EM MENOR E EM MAIOR INTENSIDADE?

R: Acho que sim... Isso tá no dia-a-dia... Conheço amigos gays que
transam esporadicamente e sentem-se bem, outros são totalmente
compulsivos... Quantos às travestis, da mesma forma, só que tem o
hormônio feminino que em muitos casos, inibe a libido. A compulsão
sexual está presente em hetero e homossexuais, mas nos últimos ela
prevalece, o porquê não sei...

9) VOCÊ SENTE-SE BEM COMO TRAVESTI?

R: Sim, foi a opção que fiz... Eu com certeza seria totalmente infeliz
se não tivesse feito. E foi opção também ser travesti de programas.


10) SOFRE MUITA DISCRIMINAÇÃO?

R: Todo o homossexual sofre discriminação, uns mais, outros menos, tudo
depende do meio, da região e das circunstâncias em que se encontra a
pessoa. Digamos que hoje eu não sofra tanto quanto antigamente, quando
comecei a minha transformação. Mas naquela época eu não tinha carro e
andava mais a pé e de ônibus, onde eu me expunha mais. Hoje eu ando de
carro e me sinto mais feminina. Quero dizer que muitas vezes passo
batida por mulher... Também tem que se salientar que não sou de
frequentar muitos lugares caretas. E... faço muitas vistas grossas a
determinados assuntos e peculiaridades da rotina diária. Para
exemplificar: quando vou pagar com cartão de crédito e pedem documentos
ou então na hora de fazer meus exames... São situações constrangedoras,
mas faz parte.


11) O QUE SUA FAMÍLIA ACHOU QUANDO VOCÊ ASSUMIU?

R: Foi um choque de início... Mas como eu morava distante de minha
família, foi mais fácil tolerarem... Mas me dou bem com todo mundo...
Não sofro cobranças no sentido de ser travesti, mas sim de me
prostituir...

12) COMO É O SEU DIA-A-DIA EM CURITIBA?

R: Sou tranquila, trabalho como acompanhante e saio às ruas
normalmente. Durante o dia procuro sempre ser o mais discreta
possível... à noite quando saio para baladas gosto de ir mais no estilo
travesti mesmo!!! Quando eu falei saio às ruas, não quiz dizer para
trabalhar, visto que só atendo com local ou motel! Estou curtindo essa
fase , até quando eu não sei, mas eu não me importo com mudanças, faz
parte do seu crescimento como pessoa. Talvez alguém me ache até
estagnada, mas tudo ainda está no script que eu imaginei pra mim!!!
Acredito também em Deus e que ele intervém no seu trajeto, sempre para
melhor!


ENTREVISTA 2 FEITA POR UM FÃ DE NOME RENATO:

1) Em qual posição você mais adora levar no rabo?
R: Sabe Re, a minha posição preferida é sentar em cima de frente para
quem está me penetrando e masturbar-me de preferência com uns carinhos
nos mamilos.


2) Em qual posição você mais gosta de enrabar um homem?

R: Sem dúvida nenhuma de frango assado. É tão gostoso meter olhando nos olhos. Isso inibe alguns homens, mas eu adoro!


3) Qual foi a trepada mais maluca que você já teve?

R: Eu já transei tanto e com tantos que já nem sei qual foi a mais
maluca. Mas eu achei uma bem maluquinha e excitante transar com um
bombeiro ao lado do quartel em Florianópolis. Isso foi em 1996, e por
um triz não fomos pegos.Mas, basta você ler " as aventuras de Sabrina"
que você vai ler sobre minhas aventuras malucas, mas bem excitantes!


4) Você gosta de ser dominada, algemada, vendada e sentir a bundinha ser preenchida lentamente?

R: Não gosto.Não gosto da dominação propriamente dita.

5) Qual foi o maior pau que você já levou?

R: O maior que eu já senti foi de um menino daqueles que você não dá
nada, mas tinha o pau maior do que ele. Devia ter uns 26 cms por 9.


6) Gosta de beber porra, se lambuzar?

R: Detesto porra. Eu tenho um trauma desde que eu tinha 14 anos e um
rapaz me fez tomar na marra. Tem gosto e cheiro horrível. Também nessas
épocas de doenças como HIV, Hepatite e outras é melhor não arriscar!


7) Em três palavras como se definiria?

R: Sensível, insáciavel e sofredora.


8) Prefere ser ativa ou passiva?

R: Prefiro ser passiva. Mas fazendo programas, têm dias que sou só ativa,rs...


9) Quando é passiva, prefere os pequenos, médios, grandes ou gigantes?

R: Prefiro os médios. Dá pra dar mais tempo. Os grandes só se gozarem
rápido. Gigantes, bem lá de vez em quando. Pequenos é o tamanho da
grande maioria. Se rola a química, não existe tamanho certo!


10) Quando é ativa, prefere os iniciantes ou os experientes?

R: Prefiro os inexperientes. É uma delícia uma bundinha apertadinha. Os
experientes geralmente são insaciáveis e as vezes te cansam! E de
repente meu pau é pequeno para os "experientes"!


11) Prefere pelados ou peludos?

R: A gente que trabalha como acompanhante não pode escolher. A maioria
dos homens são peludos. Eu tenho mais tesão por homens pelados, mas não
gosto de depilados. Apesar de ter clientes que chegam depiladinhos e
dizem: - Olha, me depilei para você! Não dá de não gostar, não é?

12) Quando está transando, não em programas, você é escandalosa ou quietinha?

R: Geralmente sou quietinha. Mas já fiz transas escandalosas.


13) Qual é a sensação de ver um cara gozando com seu pau no rabo dele, sem ao menos se tocar?

R: É gostoso de sentir. Eu mesma pra gozar assim é só ficar uns cinco
dias sem gozar. Não importa o tamanho do pau, só a vontade de ser
penetrada já basta. As vezes gozamos sem querer...


14) Prefere cm por cm ou de uma só vez?

R: Prefiro um dedinho com um pouquinho de xilocaína antes, depois cm por
cm. De uma vez só é horrível!Eu não relaxo. Acho que quem gosta de uma
vez só é masoquista ou muito largo,rs...


15) Ainda falta alguma fantasia que não tenha realizado?

R: Gostaria de estar num quartel com mais de 100 soldados. Mas queria
dar somente para uns 5, ou então numa cela com um monte de presos,
daqueles bem sacanas, tarados... Mas, sei que isso seria impossível,
pois já pensou se eu estivesse numa cela, desse pra dois e cansasse? E
ainda tivesse mais uns 10 na fila? Seria horrível, nem pensar...É só
fantasia! Tipo de fantasias que rola na sua cabeça na hora que você
precisa de repente estar de pau bem duro! Quantos homens por exemplo
não sonham em estar com um monte de bonecas, de mulheres...?


16) O que é transar para você? Você gosta de transar no claro ou no escuro?Qual seu desejo para o futuro?

R: Eu sou compulsiva por sexo, então transar é como respirar...Vou
responder aqui em uma só o restante tá bom Renato?Eu adoro transar
vendo tudo pelo espelho. Eu gosto de transar com a luz acesa, mas a
maioria dos clientes preferem meia-luz. Mas entenda uma coisa, eu adoro
também transar no dark room, no carro, no mato,etc...
Meu maior sonho é ter uma pousada no nordeste brasileiro. Transar só
com que me dá valor e ignorar para sempre as pessoas desse meio que são
hipócritas, vivem na sua sombra, não tem personalidade e as invejosas
que não querem simplesmente te copiar e sim querem ser você!

1aaa

















BONECA DRIKKA










Site Map